Investimentos em energia limpa aumentam 32%

De acordo com informações da Associated Press (agência norte-americana de notícias), mundialmente, os investimentos em energia limpa aumentaram 32%.

A China (investindo e desenvolvendo energia eólica) e a Europa (investindo, desenvolvendo e utilizando painés solares) impulsionaram – e continuam impulsionando – o crescimento dos investimentos mundiais em energia renovável, que chegaram a US$ 211 bilhões (cerca de R$ 327 bilhões), um aumento de 32% em relação a 2009, segundo relatório do Programa da Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

O relatório apresenta também que, pela primeira vez, a grande porcentagem do dinheiro das cidades, estados e países estão sendo encaminhadas e destinadas a projetos ambientais, como por exemplo este: energia renovável. O primeiro lugar no ranking dos maiores investidores nesses projetos sustentáveis ficou com a China. Os chineses não economizaram e gastaram US$ 48,9 bilhões (cerca de R$ 76 bilhões) nesses projetos. Os Estados Unidos da América ocupa a segunda posição, com investimentos de US$ 23,8 bilhões (cerca de R$ 37 bilhões).

A pesquisa, divulgada pela agência ambiental da ONU, destaca que: a utilização de energia solar, eólica, biomassa e demais formas de energia verde está crescendo, apesar da falta de progresso em negociações internacionais para diminuir as emissões de gases de efeito de estufa originários da queima de combustíveis fósseis.

Veja também: